sábado, 3 de setembro de 2016

Os melhores clichês românticos

Muitas pessoas não tem paciência para filmes e livros com histórias clichês, dessas que logo no começo todo mundo já sabe como vai terminar. Mas eu particularmente, adoro. Principalmente se for para assistir enrolada nas cobertas e com muitas gordices por perto.

Tem dias que pedem um romance simples e divertido. Desses que a história flui facilmente e você capta a essência dos personagens de uma forma simples, não conseguindo parar de ver.

Fiz uma listinha com 4 filmes nesse estilo que eu recomendo, para vocês morrerem de amores:


  • 10 coisas que eu odeio em você

É óbvio que esse filme tinha que estar aqui, e não é atoa que o coloquei em primeiro. É aquela típica comédia romântica, porém com ares clássicos, trazendo referências à literatura de Shakespeare, cativa do começo ao fim. Como não deixar rolar uma lágrima na cena em que Katharina lê sua lição de casa?

Sinopse: A situação está tensa na casa dos Stratford. Bianca (Larisa Oleynik) não vê a hora de arranjar um namorado, mas seu pai (Larry Miller) não permite que ela saia com garotos. Após muita insistência, o pai toma uma resolução: Bianca pode namorar, desde que sua irmã, Katharina (Julia Stiles), namore também. Só que Katharina é uma verdadeira megera, que não tem amigos na escola nem em lugar algum. Para resolver a questão, Cameron (Joseph Gordon-Levitt), apaixonado por Bianca, resolve contratar o misterioso Patrick Verona (Heath Ledger) para seduzir a futura cunhada. 
Data de lançamento: 31 de março de 1999 (EUA)
Direção: Gil Junger

  • Sexo sem compromisso

Eu sou apaixonada pelos filmes de romance que o Ashton Kutcher fez, então além desse, indico muito Jogando com o prazer e Jogo de amor em LV. Considero Sexo sem compromisso um dos clichês mais gostosos de assistir, principalmente pela cena em que aparece um buquê de cenouras! Sério, essa ideia é maravilhosa, sim ou sim?!

Sinopse: Adam (Ashton Kutcher) ainda sente o fato de ter sido chutado por Vanessa (Ophelia Lovibond), sua namorada por oito meses. Para piorar a situação, descobre que ela é a nova namorada de seu pai, Alvin (Kevin Kline), um astro da TV. Desejando esquecê-la e seguir em frente, ele fica bêbado e, em seguida, liga para todas as mulheres que tem no celular, no intuito de encontrar companhia. Quem responde o apelo é Emma (Natalie Portman), uma jovem médica com quem encontrou algumas vezes, anos atrás. Adam vai à casa dela e eles acabam transando. Como Emma não deseja ter um relacionamento sério, já que teme sofrer, propõe a Adam que se encontrem tendo o sexo como único objetivo. Ele topa mas, com o tempo, novos sentimentos florescem entre eles. 
Data de lançamento: 21 de janeiro de 2011 (EUA)
Direção: Ivan Reitman

  • Simplesmente amor

Esse filme conta várias histórias diferentes, e apesar de nem todas acabarem no clichê do "felizes para sempre" eu acho que merece estar nessa listinha. Uma verdadeira comédia romântica! 
Cada história nos faz refletir sobre as diferentes faces e significados do amor. Possui uma trama leve e emocionante, com uma trilha sonora muito boa e que merece destaque. Ah, se já não fosse o suficiente, o filme se passa no natal! <3

Sinopse: O novo Primeiro-Ministro da Inglaterra (Hugh Grant) se apaixona por uma de suas funcionárias, Natalie (Martine McCutcheon). Numa tentativa de curar seu coração, um escritor (Colin Firth) parte para o sul da França e lá acaba se apaixonando. Karen (Emma Thompson) desconfia que Harry (Alan Rickman), seu marido, a está traindo. Juliet (Keira Knightley), que se casou recentemente, desconfia dos olhares e intenções de Mark (Andrew Lincoln), o melhor amigo de seu marido. Sam (Thomas Sangster) tem por objetivo chamar a atenção da garota mais difícil da escola. Sarah (Laura Linney) enfim tem a grande chance de sair com Karl (Rodrigo Santoro), por quem mantém uma paixão silenciosa. Billy Mack (Bill Nighy) busca retomar sua carreira como astro do rock. A vida de todos estes personagens se entrelaçam e são modificadas pela presença do amor em suas vidas. 
Data de lançamento: 6 de novembro de 2003 (EUA)
Direção: Richard Curtis

  • Namoro ou liberdade

É o filme menos meloso da lista. O foco é um trio de amigos que não querem saber de compromisso sério, daí vem o título. Com o desenrolar da história o ponto de vista dos personagens sobre namorar vai mudando. Apesar de ter tido uma nota ruim pela crítica (talvez pela falta de exploração sobre o tema), considero um filme muito bom e com cenas muito divertidas!

Sinopse: Jason (Zac Efron), Daniel (Miles Teller) e Mikey (Michael B. Jordan) são grandes amigos, que estão o tempo todo juntos. Após descobrir a traição de sua esposa, Vera (Jessica Lucas), Mikey passa a morar no apartamento de Jason. Aproveitando a solteirice do amigo, o trio faz um pacto de pegar o maior número possível de mulheres e jamais ter um relacionamento sério. Entretanto, por mais que tente se envolver com outras mulheres, Mikey está decidido a reconquistar a esposa. Em uma ida ao bar, Jason conhece a bela Ellie (Imogen Poots) e, aos poucos, se vê cada vez mais ligado a ela. Já Daniel começa a sentir algo a mais pela amiga Chelsea (Mackenzie Davis). 
Data de lançamento: 20 de março de 2014 (Brasil)
Direção: Tom Gormican

Os filmes tem histórias bem diferentes, mas possuem a mesma pegada. Se você gosta desse estilo corre pro Netflix ver (ou rever) que não vai se arrepender! 

Beijos! 

2 comentários:

  1. Ser romântico, eis a questão. Existe dentro de todos e ao mesmo tempo fora de todos. No fundo todos buscam.

    ResponderExcluir